SOBRE O PROJETO

performance

“… de como transportar um ovo na sala de espera” é um Projeto Interdisciplinar de Performance, que nasceu do encontro entre duas artistas brasileiras: uma atriz/bailarina e outra artista visual/poeta: Renata de Lélis,do Rio Grande do Sul e Fê Luz, de Santa Catarina. Este trabalho propõe um “Corpo-Poema” como território de criação e fronteira mutável para a pesquisa cênica/plástica. A pesquisa teve início na “Residência Artística – Coletivo de Dança Sala 209”, projeto selecionado em abril de 2011 no Projeto Usina das Arte da Usina do Gasômetro/Porto Alegre-RS, seguido de temporada em Porto Alegre na Galeria La Photo, e temporada em Florianópolis-SC, na Casa das Máquinas Espaço Cultural Municipal. A Performance sugere a reflexão sobre um estado de desconstruir para reconstruir. Objetos e ações que buscam sentido através da poesia, da importância do que pode ser essencial nas relações. Uma linha que reflete o tempo, a existência humana, e que se desenvolve através de um percurso. Como zonas de intensidade entre o corpo, o objeto, o tempo e o espaço; numa vivência intimista, interativa e filosófica.  

É uma obra adaptável, que explora o deslocamento no espaço subdividindo-o em percursos e estágios diferentes a serem percorridos e interagidos pelo público. Tem duração de 40 minutos. O público, reduzido a 20 pessoas por apresentação, obterá uma senha e um envelope lacrado. Este envelope será seu passaporte. O percurso desenvolve-se em três etapas de investigação: Material; Textual e Real/Virtual.  O espaço cênico é formado por uma ante-sala; dois corredores e uma sala. Os espaços são separados por grandes tecidos e linhas de indicação, orientadas por uma “mulher lanterna”. Durante o percurso, o público percorre territórios onde se depara com projeções audiovisuais, textos poéticos e instalações interativas. A dramaturgia é constituída por diferentes suportes criativos e vivenciados em representações não-lineares: interpretados, dançados, projetados e gravados. 

Cada apresentação demanda equipe mínima de 6 pessoas para sua realização, sendo: Produção Cultural, Performer, Cenógrafo, Técnico Audiovisual, Técnico de Som e Técnico de Luz.  A classificação é livre, podendo ser assistido por todos.

carimbo_decomo

“ (…) É um percurso; uma linha que discursa sobre o tempo. 

Percorrendo espaços e estados de passagem…  durezas e levezas; silêncios e ruídos.

Numa metáfora do tempo, da busca e da espera…

como passagens entre dentro e fora. “  

Fê Luz

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s